segunda-feira, 24 de outubro de 2011

PARECE QUE A FRENTE ESTÁ PERDENDO FORÇA

A chamada frente supra partidária que envolvia PCdoB, PT, PR, PRB e PHS, já que o PMN comunicou que não faz parte da frente, está sendo desativada aos poucos com algumas mudanças no quadro político. O Álvaro dava certo peso ao movimento está no PT e não tem autorização para representar o partido o que impede a sua presença como representante partidário. O PCdoB está querendo fazer vôo solo e o Chiquinho Conceição pleiteia a legenda para ser candidato a prefeito. Isso afasta o PCdoB, e assim, vai perdendo força a frente que tinha 8 partidos e quarto candidatos a prefeito.

6 comentários:

Guilherme Araújo disse...

Prezado João Lucio, a sua fonte esta te opassando informações errada..... Confira .......

Carlito Rodrigues disse...

ACHO QUE É MUITO CACIQUE PRA POUCOS ÍNDIOS...

Joaquim Duarte disse...

É isso aí Guilherme, aliás o PMN nunca foi cogitado para a Frente, assim como, ela nunca teve oito partidos.

Partidos da Frente: PR; PHS; PSL; PT do B; PC do B; PRB e PT.

Joaquim Duarte disse...

E por enquanto,até as prévias, ninguem tem autorização para representar o PT como cadidato.

Guilherme Araújo disse...

Prezado companheiro Joaquim Duarte, agradeço as suas palavras e gostaria de comunicar que o PNM esteve por varias vezes em reunião da frente e ficou acertado que apoiaria a frente. Com o passar dos dias o Dr. David presidente do PNM comunicou e que vai caminhar sozinho na proposcional e na majoritaria ainda quer avaliar melhor o cenario politico.
E quanto a quantidade de partidos que apoiam a frente são realmente (00)quero comunicar as siglas: PRB, PR, PT, PTdoB, PCdoB, PHS, PSL, PTN e outros que esta sendo trabalhado.

joao.roc disse...

A Frente Suprapartidária é uma proposta de se criar uma alternativa política para a cidade. Na última reunião deu para perceber que o grupo está motivado e quer avançar rumo a 2012.
É um coletivo formado, nesse momento, por dirigentes dos partidos que formam a Frente e pré candidatos.
É um bom começo num cenário político onde se revezam os políticos de sempre.
Caraguatatuba está dando um salto de importância econômica, política e sócio cultural. Está na hora de colocarmos pessoas de cabeça mais arejadas na Câmara e no executivo.

João Rocha