quarta-feira, 2 de novembro de 2011

CARAGUÁ DEVE CONSTRUIR UM AQUÁRIO

Está na câmara municipal uma mensagem do prefeito Antônio Carlos pedindo autorização para desafetar uma área destinada a praça no Jardim Britânia, e ceder a área para que empresa particular construa um aquário e o explore por 30 anos. 
A matéria foi enviada em regime de urgência e a câmara deverá votar rapidamente e certamente vai autorizar a terceirização da área  sem ouvir a população do Jardim Britânia que no caso teria o direito de debater o projeto em audiência pública dada a intervenção que o aquário vai provocar no local. A praça pública pode ser a preferência dos moradores porque o aquário certamente trará grande movimentação de veículos e pessoas o que vai transformar o local atualmente residencial em área de visitação turística. O projeto também não foi sequer divulgado e parece que o prefeito Antônio Carlos acha que pode fazer o que bem entende  com o poder que não lhe pertence, mas pertence ao povo que o elegeu para administrar a cidade levando em conta o interesse público e não somente a sua opinião. Está atropelando a opinião pública ou no mínimo considerando a opinião pública como desnecessária.
Uma vez mais o PSDB mostra a truculência com que pratica o poder.
Seria importante que o Gobeti que é o presidente da Câmara convocasse audiências públicas para ouvir o povo sobre a instalação desse projeto até aqui secreto e divulgasse principalmente no bairro a realização das audiências, dando assim maior transparência a mais um equipamento turístico a ser explorado por particulares usando um terreno de praça. O Indaiá já perdeu todas as áreas de praças para prédios diversos sem que seus moradores fossem ouvidos, já se falou em usar área de praça do Jardim Aruã para construir fórum, uma loucura e agora são as praças do Jardim Britânia que estão sendo objeto de especulação “negocial”.
Vamos aplaudir o presidente da Câmara se ele nos der a oportunidade de  debater o projeto  nos comprometemos a dar publicidade ao fato para que a população concorde ou não, mas com democracia. Parece que essa gente do poder tem medo de falar com o povo, mas na eleição todo mundo posa de democrata.
Àrea de praça é área de uso comum do povo e não deve ser entregue a particulares sem ouvir o povo, principalmente o povo diretamente interessado, que são os moradores e proprietários de imóveis na região. 
Se eu fosse vereador, o meu primeiro projeto de lei seria um que só permitisse desafetação de área pública depois de audiências públicas com ampla divulgação e com número mínimo de participantes.

4 comentários:

Carlito Rodrigues disse...

VÉSPERAS DAS ELEIÇÕES

Que bom! Os municípios que contam com esse tipo de aquário, faturam alto com os visitantes que aquecem o comercio local. Mesmo porque, nesses municípios os prefeitos não cederam o direito de exploração a nenhuma empresa terceirizada.

Mesmo assim, é uma pena que o homem que está prefeito tem quase 8 anos só agora faz tal promessa, quando estamos às vésperas das eleições.

A população, que no ano que vem também será chamada de eleitores, com certeza não acreditam mais neste tipo de ladainha. Até porque, uma obra como esta (caso a promessa não seja vazia), não será concluída antes de um ano...

É por essas e outras que tenho dito: NÃO PODEMOS BATER PALMAS PARA LOUCO DANÇAR.

Carlito Rodrigues

Ana Maria Gonçalves disse...

Porque ceder à uma empresa particular?
Por acaso é mais uma troca de favores?

cilk disse...

INTERESSANTE, MAS seria possível ao invés do AQUÁRIO,HOUVESSE também algum espaço para construção do HOSPITAL REGIONAL?

E AGORA SR. PREFEITO VIRAMOS APENAS ATRAÇÕES DE EMPREENDIMENTOS COM GRANDES LUCROS!

Cilmara do bairro PONTE SECA.

munícipe preocupado disse...

Tenho certeza que não existe apenas uma empresa querendo a área para explorar por 30 anos. E se eu também quiser construir um aquário em Caraguá, como é que fica? Porque essa empresa em particular?