sexta-feira, 25 de novembro de 2011

QUEM LIGOU FOI O OLEGÁRIO

O Dr. Olegário ligou para o Blog para perguntar se é legal a prefeitura convocar servidores públicos para participarem de audiência pública. Disse que foi solicitada a sua assinatura em documento que convocava os servidores da saúde a comparecerem na audiência pública que se realizará na próxima segunda feira no teatro Mario Covas sobre a Região Metropolitana que o governo do estado está querendo fazer unindo as cidades do Vale do Paraíba e Litoral Norte em uma só região o que implicaria em certa redução da auto-suficiência dos prefeitos cujos orçamentos e investimentos passarão a ser discutido em conjunto e não isoladamente. Os prefeitos terão que deixar de ser sozinhos e trabalharão em grupos como se se tratasse de uma só cidade. O ônibus urbano passa a ter tarifa urbana, o telefone deixa de ser interurbano e passa a ser direto, e uma série de outras mudanças, Sabe-se que o prefeito de Caraguá é contra a Regionalização das cidades. O Dr. Olegário que é servidor público da saúde queria saber se os servidores são obrigados a atender a convocação sem receber hora extra. Claro que respondemos que não são obrigados a se fazer presente porque a audiência pública não festa e ninguém pode estar lá obrigado porque cidadania não se faz por decreto e nem por ordens ditatoriais. Também não pode o município pagar hora extra porque isso não faz parte da atividade do servidor. Foi só voltar o Serjão pra lá e já começou tudo de novo. Depois falam que a gente tem bronca do homem. Ditadura já acabou faz tempo no Brasil e o servidor público não pode ser tratado como objeto do poder nem como menor tutelado pela chefia. As funções estão descritas na lei orgânica do muncipio ou no estatuto do servidor e as ordens não podem passar do que a lei determina. Vai quem quer. .

Um comentário:

Cris disse...

nessa de vai quem quer depois o PRIMEIRO MINISTRO NIVALDO ALVES MANDA O PONTA PÉ KKKKK