quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

O VICE DISSE QUE VAI SER DE NOVO VICE

Isso será possível porque o vice prefeito de Caraguá pode se candidatar de novo a vice e a vereador. Entretanto, se não revogarem a lei da ficha limpa, certamente terá que escolher um novo candidato a prefeito porque o seu pai atual prefeito está inelegível por ter sido condenado em ação de improbidade ou civil pública por ato considerado irregular pela justiça colegiada. Para que o atual prefeito seja candidato à reeleição terão que revogar a lei da ficha limpa. Será que alguém terá poder para isso? É lei federal.
O fato é que se o prefeito se disser inelegível agora, desaba toda a sua sustentação política local e assim terá que defender a ideia de que pode ser candidato para manter do seu lado o apoio de alguns vereadores acostumados a ficar do lado do poder e para manter ativos os possíveis candidatos a vereadores dos partidos que estão ao seu lado.

5 comentários:

munícipe preocupado disse...

O que realmente seria o ideal:
que o povo "acordasse" e não vendesse seu voto, nem por um milhão;
que renovasse 100% da câmara, cheia de vícios e de falta de compromisso com o cidadão;
que enxergasse qs pessoas realmente bem intencionadas e deixassem de lado aquelas com discurso pronto, falando o que os eleitores querem ouvir (até mentindo sobre as convicções religiosas!);
que não acreditassem em promessas mirabolantes de empregos, perdão de dívidas e outras coisas que não podem, não devem e não conseguem fazer, é apenas enganação;
que lembrassem do passado político daqueles que já foram eleitos alguma vez.
Se assim fosse, nem precisaria de ficha limpa, o próprio eleitor limparia a política!

marcalves70 disse...

Essa lei da ficha limpa é o que de melhor existe no Brasil. Só temos que esperar que ela realmente seja válida, pois vemos tantos casos provando o contrário...espero que em Caraguá seja aplicada. Nem ACS nem outro ex prefeito que teve sua chance e não fez nada!!!! Chega...precisamos de mudanças!!!

luiz a camargo disse...

so pra contrariar

Ana Maria Gonçalves disse...

Se depender de boa parte da população, nem prá sub de Síndico de prédio.

Urias Macedo disse...

Culpar sómente quem compra o voto não é o correto. Quando vim morar em Caraguá, há 05 anos, vi de perto como é imoral e nojento, pessoas vendendo seu voto por 50 reis no dia da eleição, fora aquelas que se vendem antes em troca de favores. O cidadão que vende seu voto é tão crápula e imoral quanto o politico que o compra.
Vergonha na cara...povo de Caraguá!