quarta-feira, 3 de outubro de 2012

AINDA BEM QUE HÁ JUSTIÇA


As denúncias contra Ortiz Junior e seu pai, surgem na hora mais delicada da campanha eleitoral. Em nota oficial ele diz que está sendo alvo de perseguição política da parte do PT. Se for realmente verdade que as denúncias tenham algum fundo de verdade, seria uma insanidade do eleitor colocar alguém no poder, para administrar um orçamento de mais de meio milhão de reais por ano, enquanto não for esclarecida a denúncia. Seu pai, que há dois anos era secretário de urbanismo do governo tucano de Caraguá, também já tinha sido condenado por improbidade administrativa praticada quando prefeito de Taubaté há alguns anos.
A justiça que indisponibilizou os bens dos Ortiz é do governo do Geraldo, portanto, do mesmo partido deles e mesmo assim não prevaricou. Fez o que tinha de ser feito e não dá pra dizer que a justiça do PSDB, do Geraldo, esteja a serviço o PT como diz o Ortiz.
Todos os políticos quando são pilhados em situação do tipo, alegam que são politicamente perseguidos. 
O fato é que Taubaté pode estar se livrando de problemas ao tomar conhecimento do processo movido pelo Ministério Público paulista. 
A justiça parece estar fazendo com capricho o seu dever de casa, tanto aqui como lá em Brasília, no caso do mensalão. Salvo exceções, a justiça está de parabéns, mais uma vez.

Nenhum comentário: