quarta-feira, 5 de fevereiro de 2014

CARAGUÁ CAMPEÃ DE HOMICÍDIOS E NÓS PUBLICAMOS DIAS ATRÁS- CONFIRMADO O BLOG NÃO MENTE

Caraguá lidera o ranking estadual de homicídios pelo segundo ano consecutivo; Lorena está em 2º
Filipe Rodrigues
São José dos Campos

Seis cidades do Vale do Paraíba estão entre as 10 mais violentas de São Paulo em 2011. Caraguatatuba, pelo segundo ano seguido, liderou o ranking estadual de pessoas assassinadas.
Lorena foi a vice-campeã no ranking do ano passado. Ubatuba (4º), Caçapava (6ª), Cruzeiro (9ª) e Taubaté (10ª) completam a lista das cidades da região que figuram no top 10 da violência.
A estatística calculada por O VALE leva em conta a proporção: pessoas assassinadas por cada 100 mil habitantes, de acordo com a população fixa do município.
Todas as cidades da região com mais de 70 mil habitantes ficaram dentro do índice de violência epidêmica da ONU [10 vítimas para cada 100 mil habitantes].
São José foi a cidade do Vale com o menor índice. Com 68 pessoas assassinadas, o município ficou com uma média de 10,6 mortes para cada 100 mil pessoas.
A Polícia Militar afirma que os índices em 2011 tiveram alta devido a um início de ano atípico, mas a tendência é de queda neste ano.

Litoral. O levantamento leva em conta cidades com mais de 70 mil habitantes. São 101 em todo o Estado e 11 na região.
O Litoral Norte foi a área com mais problemas com relação a homicídios. Além de Caraguá, com 44 homicídios, Ubatuba e São Sebastião tiveram índices de violência epidêmica.
De acordo com a Polícia Militar, o alto índice de homicídios no Litoral está ligado ao tráfico de drogas e aqueles por motivação fútil.
“No Litoral, também temos o problema de crimes relacionados à população flutuante. Há um risco de conflito e essas mortes após discussões”, diz Antero Baraldo Alves, chefe de comunicação da PM.

Drogas. As brigas por tráfico de drogas também motivaram o aumento em Taubaté e Lorena. Com 61 pessoas assassinadas, Taubaté teve o ano mais violento desde que a SSP passou a divulgar índices em 1999.
“Criamos várias medidas para conter os crimes por tráfico de drogas. Além de mapear as áreas onde há mais tráfico, tentamos identificar as possíveis vítimas e possíveis assassinos”, afirma o capitão.
Segundo Alves, Lorena e Taubaté tiveram queda nas mortes em dezembro e em janeiro mantiveram a tendência.

São José. A Polícia Civil comemora o fato de ter neutralizado guerras do tráfico em 2011 em São José dos Campos. Na cidade, a maioria dos homicídios teve causa passional.
“Não tivemos várias mortes em um mesmo bairro ou crimes relacionados. Trabalhamos forte em cima disso, que é o que engrossa a estatística”, diz o delegado Neimar Camargo Mendes, da DIG (Delegacia de Investigações Gerais).
Segundo Mendes, em 2011, a Polícia Civil esclareceu 47 homicídios na cidade, o que, para ele, é uma forma de prevenir novas mortes.

Um comentário:

Ongolhovivo Olhovivo disse...

E O PREFEITO DE CaRAGUÁ, ASSIM QUE TOMOU POSSE DESLIGOU AS 17 CÂMERAS DE SEGURANÇA. POR QUE SERÁ?
o resultado é que o tráfico agora está liberado. oh! viiiiiiida!